Procon divulga lista de lojas para evitar na Black Friday 2017

Levantamento foi feito com base nas constantes reclamações dos consumidores

Publicado em 23/05/2017
 Levantamento foi feito com base nas constantes reclamações dos consumidores

O Procon-SP divulgou uma lista de lojas virtuais que devem ser evitadas pelo internauta ao fazer compras durante a Black Friday 2017, um dos dias mais aguardados pelo varejo nacional, que acontecerá na próxima sexta-feira (24).

 

Na lista, atualizada no dia 16 de novembro, constam 519 sites que tiveram reclamações de consumidores registradas no Procon-SP, foram notificados e não responderam ou não foram encontrados.

 

Entre as principais reclamações estão fretes muito caros, atraso nas entregas, produtos danificados ou que divergem do anunciado. O objetivo do Procon-SP com esse levantamento é evitar que a população seja lesada.

 

Marcas nacionais conhecidas não estão presentes na listagem, mas alguns nomes chamam a atenção pela semelhança com estabelecimentos famosos. Por isso é importante ficar atento e conferir antes de finalizar a compra.

 

Entre as recomendações do órgão estão: acompanhar os preços por meio de uma pesquisa prévia dos produtos, observar os sites que estampam ofertas de fornecedores independentes, com preços e condições diferentes para um mesmo produto, e também conferir se o site é brasileiro para não resultar em custos adicionais.

 

O mesmo vale para a Cyber Monday, data que ocorre sempre na primeira segunda-feira (27) após a Black Friday, e que oferece descontos focados em produtos eletrônicos.

 

Confira a lista completa na página do Procon-SP, clicando aqui

Foto: Freepik